segunda-feira, 18 de agosto de 2014

PSB consultará Renata Campos sobre vice-candidatura nesta tarde

Liderança do partido consultará viúva de Eduardo Campos sobre ser candidata a vice-presidente em chapa possivelmente liderada por Marina nesta tarde (18-8). Pela manhã, Renata defendeu as candidaturas já postas a governador e vice de Pernambuco
Renata Campos e os filhos assistem a vídeo de Eduardo Campos: pressão para a viúva do ex-governador virar vice à Presidência (Denise Rothenburg / Correio Braziliense)
Renata Campos e os filhos assistem a vídeo de Eduardo Campos: pressão para a viúva do ex-governador virar vice à Presidência

Recife - O PSB consultará nesta tarde (18/8) a viúva de Eduardo Campos, Renata Campos, sobre a possibilidade de ela sair candidata à vice-presidente em uma chapa encabeçada por Marina Silva. As candidaturas serão anunciadas pela liderança nacional do partido na quarta-feira. Em reunião na manhã desta segunda-feira, o novo presidente do PSB, Roberto Amaral, afirmou que Renata "depois de Miguel Arraes e Eduardo Campos, é a maior liderança do partido". 

A viúva foi aplaudida quando disse: "Como participei a vida toda de campanha, não será diferente nesta. Pelo contrário. Tenho a sensação de que tenho que participar por dois". No encontro com militantes, na casa de recepções Blue Angel, Renata aproveitou para reafirmar a convicção na candidatura estadual de Paulo Câmara (PSB), ao governo; Raul Henry (PMDB), a vice; e Fernando Bezerra Coelho (PSB), ao Senado.

Ao ler seu discurso, que durou cerca de quatro minutos, por meio de um texto escrito no celular, Renata, que comemora 47 anos hoje, afirmou que, no momento, a prioridade é eleger o trio, como era desejado pelo seu marido, que foi sepultado nesse domingo (17/8), após morrer em um acidente aéreo na cidade de Santos (SP), na quarta-feira da semana passada."Pode parecer que nosso maior guerreiro não está na luta. Mas seu sonho está entre nós", disse Renata, que, ao ler trechos do texto era salvada com palmas da plateia composta por militantes socialistas e partidários das demais 20 legendas que compõem a Frente Popular de Pernambuco. "Fique tranquilo, Dudu, teremos sua coragem para mudar o Brasil", completou Renata. 

Apesar do coro que vinha da plateia pedindo "Renata vice", o tom do discurso dela foi inteiramente local. Disse que a reunião tinha sido marcada anteriormente pelo próprio marido e apenas deu prosseguimento ao compromisso dele de realizar esse evento.

Liderança
O presidente nacional do partido em exercício, Roberto Amaral, foi o primeiro a discursar. Ele fez questão de destacar a importância de Renata nas decisões do partido. A viúva era conhecida, nos bastidores, como conselheira do marido. “Eduardo sempre pediu que Renata estivesse presente no partido”, disse o dirigente, quando a militância, que lota o espaço, pediu que a ex-primeira-dama de Pernambuco assumisse o posto de vice.
Várias lideranças políticas estão no evento, entre elas o prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB) e o presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco, o deputado Guilherme Uchôa (PDT). O PSB deve anunciar a nova chapa presidencial nesta quarta-feira (20). Além de Marina como candidata a presidente, são cotados como vice os deputados Julio Delgado (MG) e Beto Albuquerque (RS).
Denise Rothenburg - Enviada Especial
Júlia Schiaffarino