sábado, 9 de agosto de 2014

Mulheres representam menos de 30% de candidaturas no Maranhão

A maioria dos candidatos que vão disputar uma vaga nas eleições deste ano no Maranhão é do sexo masculino. Na contramão disso, o número de mulheres não atingiu sequer o número mínimo de 30% exigido pela legislação eleitoral. Segundo a lista de candidatos disponível no sistema Divulgacand2014 do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), concorrerão no pleito 599 homens (73,7%) e apenas 214 (26,3%) do sexo feminino. Ao todo, 813 pessoas vão concorrer nas eleições de outubro.
Destas 2014 mulheres, 209 estão na disputa em eleições proprocionais. E cinco estão disputando a eleição majoritária. Em relação à disputa para a Assembleia Legislativa e Câmara Federal, o partido que mais tem mulheres candidatas é o PSL, com 17 mulheres inscritas, sendo 10 para deputada estadual e sete para federal.
O PSL é seguido pelo PT, que tem 16 candidatas - mesmo número do PTC - em sua lista, sendo oito para Assembleia Legislativa e oito para Câmara dos Deputados. O PDT inscreveu 12 mulheres, PCdoB 15 e PSDC 11.
Somente o DEM não tem mulheres na disputa. Inscreveram poucas mulheres para disputa às eleições proporcionais o PV, com duas candidatas, mesma quantidade do PCB, PTB, com três, ePROS, com uma candidata.
Na majoritária, duas mulheres estão na disputa como vice: Ana Paula Martins é vice na chapa de Saulo Arcangeli (PSTU) e Cristina Jansen (PPL) é vice de Zeluis Lago (PPL).
Para o senado não há mulheres na disputa. Como primeiro suplente estão na chapa professora Aneri, do PCB, e professora Socorro, do PSOL. Como candidato a segunda suplente de senador está Maria Idalcy, do PCB.