domingo, 10 de agosto de 2014

Presos cavam túnel em delegacia, mas fuga é frustrada em Santa Luzia

Detentos arrebentaram vaso sanitário do banheiro e cavaram um buraco.

Unidade tem três celas, com capacidade para 12 presos, mas comporta 2


Uma fuga de presos foi abortada pela polícia na delegacia de Santa Luzia. Quando os policiais perceberam, os detentos já tinham cavado um túnel, que dava para os fundos do prédio. Eles arrebentaram o vaso sanitário do banheiro da cela e começaram a cavar um buraco que dá no esgoto. Usaram garrafas e baldes para retirar a água. A terra foi colocada no outro lado do
banheiro.
Um ventilador estava sendo usado para refrescar o detento que estivesse cavando. Os presos disseram que começaram a escavação por volta do meio-dia de quinta-feira e usaram um pedaço do vaso para tirar a terra do buraco. No momento da tentativa de fuga, apenas um investigador e um carcereiro estavam na delegacia. "Percebemos uma movimentação estranha na cela 2, então entrei em contato com o delegado titular e a Polícia Militar, que constatou a tentativa de fuga", disse o investigador Claudenir Soares.
Os presos foram retirados da cela escavada, mas também tentaram fugir da outra cela para onde haviam sido transferidos. “Meia hora depois da gente ter feito a transferência, eu escutei outra movimentação. Cheguei na cela 1 e eles já estavam serrando outra vez”, contou o investigador.

De acordo com os detentos, alimentos estragados e água de má qualidade foi o que os motivou a tentar escapar da cadeia. A delegacia de Santa Luzia do Tide tem três celas, com capacidade para 12 detentos, mas comporta 22. Além disso, não há viaturas e o contingente é pequeno. Neste fim de semana, apenas um investigador estará de plantão.