terça-feira, 7 de outubro de 2014

Enterrado corpo de advogado morto em festa de senador eleito no MA

Enterrado corpo de advogado morto em festa de senador eleito no MA

Corpo de Brunno Soares é enterrado no cemitério do Gavião, em São Luís (Foto: Biné Morais/O Estado)
Corpo de Brunno Soares é enterrado no cemitério do Gavião, em São Luís (Foto: Biné Morais/O Estado)
O corpo do advogado Brunno Eduardo Soares Matos, de 29 anos, foi enterrado na manhã desta terça-feira (7), no cemitério do Gavião, localizado na Madre Deus, em São Luís. Brunno foi assassinado na madrugada de segunda-feira (6), após a festa de comemoração do eleito senador Roberto Rocha (PSB), no bairro do Olho d'Água.

Além de Brunno, o irmão dele, Alexandre Matos Soares, 25 anos, e o amigo, Kelvin Chiang, 26, também foram esfaqueados por um homem identificado como Carlos Humberto Marão Filho, de 38 anos, que já está preso. Os dois estão em estado grave em um hospital particular de São Luís.
Emoção marcou o enterro de Brunno Soares (Foto: Biné Morais/O Estado)Emoção marcou o enterro de Brunno Soares
(Foto: Biné Morais/O Estado)
O pai da vítima, Rubem Soares, pediu por justiça durante o velório do filho, ocorrido na Pax União, no Centro de São Luís. "A dor que eu estou sentindo é muito grande. Eu espero que esse crime covarde contra meu filho não fique impune. A certeza que eu tinha que o meu filho era muito querido está aqui com a presença de todos vocês", disse o pai Rubem Soares.
Entenda
Segundo a polícia, o crime aconteceu nas primeiras horas de segunda-feira (6), depois que a festa em comemoração à eleição de Roberto Rocha tinha terminado. Revoltado com o som alto da festa, o suspeito de esfaquear os três jovens, que mora em uma residência próxima ao comitê, teria ido até o local da festa e discutido com um assessor do candidato eleito. Ainda segundo informações da polícia, o homem teria começado a quebrar retrovisores de veículos estacionados no local.
Advogado Brunno Matos (Foto: Arquivo Pessoal)Advogado Brunno Matos (Foto: Arquivo Pessoal)
Brunno reclamou da atitude dele e foi ferido no peito e no abdômen. O advogado não resistiu aos ferimentos e morreu a caminho do hospital. Alexandre foi atingido no abdômen e Kelvin teria ficado com a faca cravada nas costas.
Carlos Humberto Marão Filho foi apresentado no Plantão de Polícia Civil do Cohatrac e, na manhã de segunda-feira, apresentado para o delegado titular do 7º Distrito Policial, Márcio Fábio Dominice, que, depois de ouvir o suspeito, lavrou o flagrante por homicídio e tentativa de homicídio. A polícia investiga se ele cometeu o crime sozinho.