terça-feira, 23 de dezembro de 2014

SÃO LUÍS MA: Sargento é assassinado por bandidos na frente de sua própria residência

Após a confirmação da morte do sargento Ribamar Prisca, São Luís chega ao número de 18 policiais assassinados somente em 2014
Na tarde desta segunda- feira (22), foi registrado mais um crime contra policiais. Segundo informações, o primeiro sargento da Polícia Militar José Ribamar Prisca da Silva, de 50 anos, foi alvejado com vários tiros na porta de sua própria residência no bairro São Benedito, localizado no município de São José de Ribamar. O caso está sendo investigado pela Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (CIOPS), mas já se sabe que os autores do crime estavam em uma motocicleta quando praticaram o assassinato, mas até o momento os assassinos e nem a moto não foram identificados.

A quantidade de disparos desferidos contra o policial ainda é imprecisa, porém foi confirmado que um dos disparos atingiu diretamente na cabeça do sargento, o que resultou na morte de Prisca ainda no local. O policial militar Ribamar Prisca fazia parte do Comando de Policiamento de Área Metropolitana.

Com tantos atentados aos policiais da capital, o coronel Raimundo Sá e o comandante do Comando de Policiamento de Área Metropolitana (CPAM) 2, lamenta pelas mortes dos 15 policiais civis e 3 policiais militares que ocorreram somente este ano de 2014.“Nós estamos preparados para qualquer eventualidade, porém para fatalidades como esta não se tem preparação”, afirma o coronel Sá.
Pedro Ribeiro, tenente-coronel do Comando de Policiamento de Área Metropolitana (CPAM) 1, explica que a função dos defensores da lei precisa do constante contato com criminosos e que infelizmente essas fatalidades tem acontecido com certa frequência. “Os policias estão sendo orientados a terem certos cuidados e não temos evitado esforços para protegê-los. O que esperamos é que as investigações deem os resultados desejados e que essa onda de crimes termine”, palavras do tenente coronel Pedro Ribeiro em relação aos atuais acontecimentos.

Somente este ano de 2014, 18 policiais foram assassinados no estado do Maranhão de acordo com o Sindicato dos Policiais Civis do Maranhão (Sinpol-MA) e Secretaria de Segurança Pública do Maranhão (SSP-MA). Neste mês, este é o segundo sargento morto em São Luís, pois no começo do mês de dezembro Carlos Magno Pereira, de 43 anos, também sargento foi assassinado enquanto comprava um lanche no bairro da Forquilha. As investigações das mortes dos policiais ocorrida este ano tem sido intensificadas, para que os responsáveis sejam penalizados pelos crimes cometidos.

POR: O IMPARCIAL