sábado, 26 de setembro de 2015

INSS:Servidores suspendem a greve no Maranhão

Greve pode voltar caso acordo não seja cumprido, diz servidora.


Servidores do INSS do Maranhão decidiram em assembleia geral realizada nesta sexta-feira (25) pela suspensão da greve, assim como outros 20 estados já haviam anunciado anteriormente. O retorno às atividades será a partir de terça-feira (29). A greve durou 78 dias e atingiu 85% das agências em todo o Maranhão.

“A gente não vai parar a greve, é uma suspensão até que o acordo seja efetivado. A gente vai ficar em alerta. Se o governo não cumprir o acordo, nós vamos aderir novamente ao movimento”, explicou a servidora Miriam Alice Araújo.

O Governo Federal fez uma proposta de reajuste salarial de 10,8% que será pago em duas parcelas, em agosto de 2016 e janeiro de 2017. A pauta de reivindicações dos servidores, porém, é mais extensa. “A gente não está brigando pelo reajuste em si, a gente tem uma pauta que vai de melhores condições de trabalho a concurso público que viessem a favorecer um atendimento melhor a população”, disse Miriam Alice Araújo

Na proposta inicial, os servidores do INSS queriam um reajuste salarial imediato de 27,5% e um aumento gradual nos próximos quatro anos. A proposta foi recusada pelo Governo Federal que recentemente anunciou cortes de aproximadamente R$26 bilhões. Entre as medidas anunciadas estão a suspensão dos concursos públicos e o adiamento do reajuste dos servidores, avaliado em cerca de R$ 7 bilhões.

No Maranhão, a estimativa é que seja necessário um ano para que todos os processos do órgão sejam colocados em dia por conta da greve. “Nosso desejo não é que a gente pague em horas de trabalho, mas em ações da população que é tirar esse represamento dos serviços que ficaram paralisados durante esse tempo”, finalizou Miriam Alice Araújo


Fonte: G1