sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

FIES: Novas regras para adesões do Fies preocupam estudantes do MA

                 A partir de abril, programa de financiamento fará novas exigências.
                 Assunto foi tema do quadro Você Quer Saber, no Bom Dia Mirante.

                                     
As novas regras do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) publicadas pelo Ministério da Educação no fim do ano passado têm deixado muitos estudantes cadastrados no financiamento do Governo Federal com medo de perder o benefício. O site do Fies ficou fora do ar durante quase todo o mês de janeiro, depois que o governo estabeleceu novas regras para a criação de novos financiamentos.
A partir de 30 de março deste ano, o financiamento só vai aceitar o estudante que tirar, no mínimo, 450 pontos na média do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e uma nota maior que zero na redação.

Também entre as novas regras, os estudantes ficarão proibidos de utilizarem, ao mesmo tempo, a bolsa do ProUni e o contrato do Fies em diferentes instituições particulares de ensino superior. O acúmulo dos dois benefícios só será possível se o estudante tiver uma bolsa parcial do ProUni e usar o Fies como complemento no mesmo curso e na mesma faculdade.
Eduardo Matos conheceu a fisioterapia depois de passar por uma cirurgia na perna esquerda, há dez anos. De paciente, passou a sonhar com a profissão que o fez recuperar os movimentos da perna. Em São Luís, se inscreveu no Fies para fisioterapia, cursou o segundo período inteiro e agora está com a matrícula do próximo semestre indefinida.

"Quando eu comecei a faculdade, a documentação não estava regularizada para atuar com o Fies, mas a organização da faculdade disse para não nos preocupármos porque nós não iríamos ser prejudicados. Só que quando foi para renovar a matrícula e a gente ia pro terceiro período, o Fies não estava custeando o curso e nossos nomes já foram para os órgãos de proteção", lamenta o estudante.

Sem saber o que fazer, esses alunos procuraram o Procon em busca de solução para o problema. Em entrevista ao Bom Dia Mirante, o diretor do Procon, Duarte Júnior, disse que os alunos não podem arcar com erros dos órgãos. "Após a reclamação dos alunos, abrimos uma investigação preeliminar para verificar quem é o culpado. Independente se a culpa é da instituição ou do Fies, quem não pode arcar com as consequências são os alunos", diz.

Nessa quinta-feira (12), o Ministério da Educação (MEC) anunciou que o sistema para novos contratos do Fies será aberto no próximo dia 23. Dessa vez com prazo determinado, as inscrições poderão ser feitas no portal do programa até o dia 30 de abril. Antes, a adesão podia ser feita a qualquer momento.
DO G1