terça-feira, 20 de janeiro de 2015

BRASIL: José Sergio Gabrielli pede que TCU responsabilize Dilma por Pasadena


A presidente Dilma Rousseff era presidente do Conselho de Administração da Petrobras na época da transação Foto: Joedson Alves / Reuters

A presidente Dilma Rousseff era presidente do Conselho de Administração da Petrobras na época da transação
 Foto:Joedson Alves / Reuters


















O ex-presidente da Petrobrás José Sergio Gabrielli pediu para ser excluído, junto com outros dez ex-integrantes da Diretoria Executiva da estatal, do processo que determinou que o bloqueio de bens dos executivos responsáveis pela compra da refinaria de Pasadena, nos EUA. Segundo informações do jornal O Estado de S. Paulo, o pedido de Gabrielli foi apresentado em defesa ao Tribunal de Contas da União (TCU). 
Caso o pedido não seja aceito, solicita que o Conselho de Administração que autorizou o negócio seja responsabilizado pelo prejuízo da compra e tenha o mesmo tratamento dos ex-diretores. Na época, Dilma Rousseff era a presidente do conselho e, segundo ela, a aprovação foi baseada em um resumo “falho” e “incompleto” sobre o negócio. 
Em decisão preliminar de julho do ano passado, o TCU isentou o Conselho de Administração. Na última segunda, em resposta ao jornal, o tribunal não descartou a possibilidade de arrolar Dilma e demais conselheiros no processo. Segundo o TCU, o prejuízo da Petrobrás com o negócio foi de US$ 792 milhões. 
POR: TERRA