quarta-feira, 3 de maio de 2017

Atualizado:Grávida é estuprada por menores maranhenses e namorado é degolado


Mais um crime brutal envolvendo menores de idade, violência sexual e homicídio choca o Maranhão. O caso aconteceu no início da madrugada desta quarta-feira (03) no município de Uruçuí, onde uma adolescente grávida, de 15 anos, teve que testemunhar a morte brutal do seu namorado, Flaviano Marinho e depois foi estuprada.




Segundo informações da polícia, o casal estava próximo a uma ponte que liga o município do estado do Maranhão, quando foram abordados por três suspeitos e levados para o mato. O namorado da menor grávida de cinco meses foi degolado na frente dela e teve o seu corpo jogado dentro do rio (veja a imagem abaixo), em seguida ela foi estuprada.

 A polícia já conseguiu apreender três menores com as iniciais R.N.S.B, 16 anos, A.A.S, 16 anos e M.V.C.G, 13 anos todos são da cidade de benedito Leite que são suspeitos de cometerem os crimes e eles vão prestar depoimento nesta quinta-feira. Há a suspeita que a motivação do crime seja dívida com drogas, mas a polícia investiga o caso para indicar quais foram as causas. Outra suspeita é que se tratou de um assalto, segundo informações, a moto do jovem morto foi levada, além de celulares.

Fonte: Maranhão de verdade

Mais informações:


Após o crime, a polícia conseguiu realizar a apreensão dos três menores envolvidos no caso que confessaram com frieza como cometeram o ato.

“‘Nois vinha vindo’ na ponte e quando chegamos o cara vinha vindo com a namorada […] nós abordamos ele e levamos ele lá pra baixo, o ***** e o ***** levaram ela para mais longe e eu fiquei com o namorado dela, aí depois que os caras estupraram ela eles voltaram. O ***** veio de lá e pegou a faca. O cara estava devendo ele por drogas, ele deu 100 reais pro cara e ele não voltou com a droga, aí ele pegou a faca e cortou o cara […] cortou o pescoço ai depois a gente jogou ele no rio, pegamos pelas pernas e pelo braço”, detalha ele.

O tio do jovem Flaviano da Silva Marinho, de 19 anos, que foi degolado e teve o corpo jogado no Rio Parnaíba, afirmou que o sobrinho não tinha envolvimento com o crime, argumento esse utilizado por um dos menores que declarou que Flaviano estava devendo drogas para um dos adolescentes.

“Até agora a gente só sabe que mataram ele e não sabemos nem o porque. A gente sabe que ele não tinha envolvimento nenhum com tráfico, nem com crime. Só queremos a verdade, o real motivo”, disse.

O corpo de Flaviano foi encontrado por volta das 09h30 de ontem através da ajuda de pescadores que acionaram a polícia. De acordo com informações do delegado do caso, Bruno Ursulino, um dos menores apreendidos no caso já tem mais de 30 passagens pela polícia.


Fonte : Blog do Wilque Gomes