quarta-feira, 8 de julho de 2015

INSS: GREVE DOS SERVIDORES ATINGE 30 DAS 43 AGÊNCIAS NO MARANHÃO

60% DA CATEGORIA ADERIU À PARALISAÇÃO NACIONAL INICIADA NESSA TERÇA (7).
SOLICITAÇÃO SEGUE PAUTA NACIONAL: REAJUSTE SALARIAL DE 27,5% IMEDIATO.

Em agências do Maranhão, servidores colocaram faixas (Foto: Divulgação / Sintsprev-MA)
Em agências do Maranhão, servidores colocaram faixas (Foto: Divulgação / Sintsprev-MA)
A greve dos servidores do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) entram no segundo dia, no Maranhão. Nessa terça-feira (7), 60% da categoria aderiu à paralisação nacional iniciada pela Federação Nacional dos Sindicatos de Trabalhadores em Saúde, Trabalho, Previdência e Assistência Social (Fenasps).
De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Saúde e Previdência do Estado do Maranhão (Sintsprev-MA), que está à frente do movimento paredista, a paralisação atinge a capital maranhense, São Luís, e outros 13 municípios. A interrupção no atendimento ocorre em 30 do total de 43 agências em todo o Estado. Ainda segundo o Sintsprev-MA, servidores da Procuradoria e Gerência do INSS em São Luís, também, aderiram ao movimento.
A solicitação dos funcionários segue a pauta nacional do movimento: reajuste salarial de 27,5% imediato, com aumento gradual nos próximos quatro anos, além de melhorias nas condições de trabalho e atendimento ao público.
A Gerência Executiva da Previdência Social no Maranhão informou que não vai se pronunciar sobre o movimento e que não irá divulgar balanços sobre a paralisação nas agências do INSS.
Atendimento
Em nota oficial, o Ministério da Previdência Social informa que os segurados que possuam agendamento para atendimento em alguma agência e que não sejam atendidos em razão da paralisação dos servidores terão sua data de atendimento remarcada, na própria agência, e que a Central de Atendimento 135 está à disposição para prestar estas e outras informações e orientar os segurados.
DO G1